sábado, 5 de junho de 2010

Alma em transbordamento

Florbela

Sonhar, viver em transbordamento.

Menina,

É preciso cuidar-se.

Prepare seu mundo em silêncio,

Arrume sua casa sem alarde,

Cuide do que é seu com reservas,

Sorria de felicidade, não gargalhe,

Cultive suas flores com zelo,

Espalhe suas sementes no jardim

Deixe que as raízes

Agarrem-se ao solo devagar,

Quieta no silêncio particular,

Traga para o seu sonho em noite alta,

O canto de sua alma a transbordar...


Postado no Todos os Sonhos de Abril em agosto de 2008

4 comentários:

walnize carvalho disse...

Ana Paula,
Estes belos "aconselhamentos"(ainda que reeditados)sempre caem bem!
Bela reflexão poética!
Walnize

Ana Paula Motta disse...

Pois é, há textos antigos que valem reeditar, é bom reler o que pensava ou sentia numa determinada época,

Gleidston disse...

Bela casa, belos textos, parabéns pelas escolhas.

Abraço.

Ana Paula Motta disse...

Gleidson,seja bem-vindo. Volte sempre.