quinta-feira, 16 de julho de 2009

Intensa e dolorida flor

Alma Perdida

Toda esta noite o rouxinol chorou,
Gemeu, rezou, gritou perdidamente!
Alma de rouxinol, alma da gente,
Tu és, talvez, alguém que se finou!

Tu és, talvez, um sonho que passou,
Que se fundiu na Dor, suavemente…
Talvez sejas a alma, a alma doente
D’alguém que quis amar e nunca amou!

Toda a noite choraste… e eu chorei
Talvez porque, ao ouvir-te, adivinhei
Que ninguém é mais triste do que nós!

Contaste tanta coisa à noite calma,
Que eu pensei que tu eras a minh’alma
Que chorasse perdida em tua voz!…

Florbela Espanca - Livro de Mágoas

7 comentários:

Pedro disse...

Já não aflige desde o dia em que escrevi aquilo. Escrevo para esquecer. :D

Muitas das coisas que escrevo, rapidamente me esqueço delas. Mudo, sou feliz assim. :D

Vou de coletivo! disse...

Olá!
Aqui quem fala é o Murilo, dos blogs Palavras de Osho e Os nascimentos das palavras.
Assim como você e dezenas e dezenas de outros amigos blogueiros, eu participava das blogagens coletivas do Tertúlia Virtual, belíssimo projeto de promoção de blogagens coletivas que infelizmente chegou ao fim em julho de 2009.
Para mim, a inicitativa do Tertúlia foi responsável pela realização de muitas das melhores blogagens coletivas da blogosfera em língua portuguesa.
A idéia de a cada mês reunir blogueiros em torno de um tema foi tão bem-sucedida que não podemos deixá-la morrer.
Para colaborar, lancei o Vou de coletivo!
Todo dia primeiro do mês será proposto um tema para ser abordado por blogueiros por meio de textos, imagens, vídeos e o que mais a criatividade permitir.
Assim que o tema do mês é apresentado, é aberta uma lista de inscrições. Basta você inscrever sua postagem que automaticamente será inserido um link para ela na relação de participantes. As inscrições ficam abertas o mês todo.
E você, gostou da idéia? Espero que sim!
Então não vamos perder o embalo. Logo sai o primeiro coletivo de 2009! Clique aqui e acesse o Vou de coletivo!
Abração!

Ana Paula Motta disse...

Pedro.eu também sou assim,escrevo pra desabafar. Que bom que está melhor.

Ana Paula Motta disse...

Murilo, a ideia é ótima,vamos levá-la a frente.

Eduardo Santos disse...

Olá Ana Paula. Gosto da sua poesia de Florbela, esta "Alma perdida" encanta-me. Também partilho esta poetisa, a poesia desta semana que publico semanalmente é dela. Tudo de bom para si.

Ana Paula Motta disse...

Obrigada,Eduardo, volte sempre aqui.

T@CITO/XANADU disse...

Cálidos versos esses,
Poemário de um canto/instante,
mágico.
Tácito