domingo, 15 de fevereiro de 2009

Tempo...


...de flor

A TV informa: terminou o horário de verão...

Há dias o verão foi partindo de mim. Foi levando sua falta de brisa, seu sol escaldante, as sensações ruins do excesso de calor.

Um vento vem invadindo minha alma, tornando mais lindas minhas manhãs.

Outro dia sonhei com uma noite enluarada. Devia ser uma noite de maio.

Adoro maio e seus dias perfumados. Dias em flor.

Acho que maio está começando a amanhecer em mim.

24 comentários:

Eduardo P.L disse...

Ana Paula,

linda sua participação! BRISA é uma boa idéia para próximas Tertulias!

Obrigado por participar, e aproveite o verão de domingo para saber o que os outros fizeram desse TEMPO!

Bjs

Serena Flor disse...

Lindo seu texto...muito bom minha querida! Adorei.
Gosto da Tertúlia por isto, ela nos dá a chance de conhecermos blogs interessantes assim como o seu...parabéns!
Beijo e ótimo Domingo!

Georgia disse...

Ana, foi só o tempo...

expressodalinha disse...

Um tempo de poesia que tanta falta nos faz. Obrigado!

ellen disse...

Bonito. Parabéns!
Um beijinho

Dalva disse...

Oi, Ana!

Obrigada por este lindo post nas Tertúlias...

Beijos!

Dalva disse...

Oi, Ana!

Obrigada por este lindo post nas Tertúlias...

Beijos!

Flavina disse...

Que tempo lindo, Ana Paula....
Que ele te traga só coisas boas, como suas lindas palavras....
Beijos

Ana Paula Motta disse...

Eduardo P.L, tenho essa "tendência" de gostar de escrever sobre clima,especialmente ventos, primavera e outono. Há que me chame "meloclimática". Gostaria muito de escrever sobre a Brisa.
Um abraço

Serena Flor, eu também gosto das Tertúlias por nos dar essa oportunidade. Também gostei muito do seu blog.
Beijinhos

Ana Paula Motta disse...

Georgia, não foi só o tempo. Diria que foi também o tempo...e o vento.

expressodalinha, eu é que agradeço a ideia dessas terlúlias que nos proporcionam tão bons momentos de escrever e de ler bons textos.

Ana Paula Motta disse...

Ellen, obrigada pelo comentário.

Dalva, eu gostei também muito do teu blog.
Beijinhos

Flavina, estou mesmo num tempo bom, sujeito a belas manhãs.Achei lindo o seu post também.
Beijinhos

Luis Bento disse...

É trde...passei rapidinho rapidinho para: dizer que o teu texto é lindo...Às vezes, o tempo parece que corre contra nós, mas não...ele vai trazendo todos os sonhos de Abril, as manhãs quentes de Maio e os ventos suaves e foragidos...é uma questão...de tempo...
passei também para te dar um beijo e dizer que há novidades literárias no perímetro... daí eu ter andado tão arredio..

Ana Paula Motta disse...

Luís,
Acho que muitas vezes esse tempo que parece correr contra nós é só um alerta para construirmos nossos sonhos com paciência. Apreciar mais os bons momentos, as "manhãs claras", as noite de lua, os ventos suaves.
Aguardo as novidades literárias.
Beijos retibuídos :**:
Ana

Ana Paula Motta disse...

Digo retribuídos...

Gaspar de Jesus disse...

Ana Paula
Vim agradecer a simpática visita e as gentis palavras.
Parabéns por este belissimo texto.
Bjs
G.j.

Ana Paula Motta disse...

Obrigada, Gaspar. Seja bem-vindo aqui a este espaço.
Um abraço

Ruvasa disse...

Viva, Ana Paula!

Agradeço a sua agradável visita ao meu blog.

Curioso! Dei a minha volta pelos blogs a partir da "Tertúlia Virtual", pelo que julgava que já tinha visitado todos.

Falhei redonda e miseravelmente!

As minhas desculpas por isso. Nºao volta a acontecer.

Abraço

Ruben

Ana Paula Motta disse...

Não precisa se desculpar Ruben.
Obrigada por descobrir esse meu espaço.
Um abraço

marialynce disse...

O seu texto é muito bonito, suave, como uma Brisa...
e aí está, por falar em mudança de hora, o seu tempo é diferente do meu, por aqui não há vestígio de verão...e por agora nada muda...
Beijos e obrigada pela sua visita!

Ana Paula Motta disse...

marialynce, por aqui mudou o horário,mas o clima continua quantíssimo. Maio só mesmo dentro de mim.
Beijinhos

Conceição Duarte disse...

Pois é, parece que tudo muda e tudo fica do mesmo jeito! Bjus, CON

Ana Paula Motta disse...

É um ponto de vista, Conceição, apesar de externamente ter havido pouca mudança, meu humor já anda outro, com outros ares.
Beijinhos

Eduardo Santos disse...

Olá amiga tertuliana e colega jornalista. Ando a visionar os trabalhos dos participantes nas tertúlias, cada cantinho é uma surpresa. Como deve constatar foi a primeira vez que participei, achei interessante. Seu texto aborda o Tempo do belo, do perfume, em suma, do amor. Interessante, parabéns.

Ana Paula Motta disse...

Eduardo Santos, obrigada por ter passado por aqui e por ter gostado do texto.Seja bem-vindo e volte sempre.