domingo, 16 de agosto de 2009

É prudente a volta às aulas amanhã??


“Senhora Secretária,



Diante de toda informação que vem sendo veiculada na mídia escrita e falada, tendo por base os números apresentados pelo Ministério da Saúde e pelas Secretarias de Saúde referentes às vítimas fatais e aos casos de internação em virtude do vírus H1N1 (Gripe Suína) e cientes do pronunciamento desta Secretaria sobre o retorno às aulas para alunos do Ensino Fundamental e Médio Regular e EJA no próximo dia 17 (segunda-feira), solicitamos que seja prorrogado o retorno às aulas uma vez que esta Secretaria não possui tempo hábil para dar todo suporte às escolas da rede municipal no que tange à limpeza, higienização, estrutura física e sanitária, recursos humanos, entre outros, a fim de que seja garantida aos alunos e servidores toda prevenção ao vírus H1N1.”
Trecho do ofício do Sepe/Campos (Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação) enviado à Secretária de Educação de Campos Maria Auxiliadora Freitas solicitando a garantia de condições sanitárias e adiamento do retorno às aulas.

“...Toalhas de papel, álcool gel nas bolsas. Todo mundo mais higienizado no corpo. Só falta higienizar a mente e o espírito. E não adiante tomar preventivo de gripe. Não existe, a não ser a vacina, um preventivo contra qualquer tipo de gripe. Fórmulas homeopáticas servem para ajudar sintomas em longo prazo e não para tratar ou prevenir infecções virais graves. E a gripe suína é uma infecção viral grave. Ouço que essa gripe é igual á sazonal comum, mas não é mesmo. Ela é severa e diferente das gripes sazonais, que acometem apenas as vias respiratórias superiores, o H1N1 acomete rápida e extensamente os pulmões, tendo predileção pelos alvéolos, causando pneumonia rapidamente. Essa capacidade de gerar pneumonia é assustadora e é possível que se assemelhe ao vírus da pandemia de 1918, que matou mais de 10 milhões de pessoas. Portanto, sem pânico, seguir as orientações do Ministério da Saúde, coordenadas pelas secretarias estaduais e municipais de saúde, higienizar o corpo, para protegê-lo dos vírus e a mente e o espírito, para protegê-los do estresse e do medo. E viver!”
Trecho de um comentário do médico Flávio Mussa Tavares aqui no Sociedade Blog

Não é prudente essa volta às aulas. O argumento do número de dias letivos a cumprir é frágil.Em situações de emergência é possível editar medidas para diminuir esses dias ou mesmo prolongar o ano letivo até o fim do ano ou início do outro.
Na minha época de estudante eram 180 letivos e ninguém duvida que e educação era muito melhor, portanto expor nossos alunos e professores ao risco com esse argumento é no mínimo questionável.
Segunda-feira não vou mandar meu filho para a escola e vou comunicar a decisão à escola e exigir uma providência. Espero que outros pais façam o mesmo.
Trecho de um post escrito por mim aqui no Sociedade.

Fica a pergunta: É prudente essa volta às aulas amanhã, quando a gripe A apresenta curva ascendente??

5 comentários:

antonior disse...

Essa é uma pergunta a que só você poderá, verdadeiramente, responder. Tudo depende de factores que pode avaliar melhor que ninguém. De ordem contextual e individual. Os factores de risco conhecidos, previsíveis, etc.
No entanto, uma opinião posso dar:
A educação e o acto de ganhar conhecimento são importantes, mas só e apenas se a saúde básica e fundamental estiver assegurada e, acima de tudo se a vida estiver salvaguardada, porque é um bem maior e sem ela as outras questões não servem para nada.
Portanto a sua decisão tem todas as condições para ser a mais sensata.

Luis F disse...

Um texto actual e pertinente...

Mereceu uma leitura atenta, por isso apresento os meus parabéns pela escrita em causa.

Luis

Luis Bento disse...

Um quarto de segredos e de sonhos, mas que não esquece a actividade cívica. Muito bem!

Ana Paula Motta disse...

Antonior e Luis F, é um assunto delicado e pertinente e não poderia deixar de escrever sobre o mesmo. Obrigada pelas visitas.

Ana Paula Motta disse...

Luís, por vezes é preciso dar um mergulho nas mazelas do dia-a-dia. Bjs