terça-feira, 25 de agosto de 2009

Sobre estrelas


Vi no poema da Roseana Murray um pedaço de mim que ainda não desaprendeu colher estrelas, sonhar estrelas, viver nas estrelas.

Meu pedaço menina, que ainda é o maior em mim...até quando?



Estrela Cadente

Quando eu estiver
com o olhar distante,
maninha,
com um jeito esquisito
de quem não está presente,
não se assuste,
ó maninha,
fui logo ali,
no quintal do céu,
colher uma estrela cadente.

Roseana Murray